Newsletter
 

__
Entrevista

Technique

31/10/2013

Integrado pelos irmãos, Alex Tibaldi e Robert Tibaldi, o dueto de Synthpop da cidade de São Paulo lança em 2012 o seu primeiro ábum, "Memorizer".

Conte-nos como tudo começou, como vocês se conheceram e como foi a idéia de formar um duo de Synthpop?
R: Nos conhecemos já a bastante tempo , já que somos irmãos..!!! Rss
Acho que tudo começou comigo, "Robert", que sou o mais velho...Rsss...
No começo dos anos 80, existiam Rádios e até programas como o "Cinergia " e "Novas Tendências" onde a música eletrônica tinha algum espaço aqui no Brasil...
Depeche Mode, New Order, The Human League, etc... estavam apenas começando.
Sou do tempo em que o Synthpop era conhecido como "Technopop". Rss..
Em 1989 compramos nosso primeiro sintetizador, desde então começamos a tocar e compôr, mas só a partir dos anos 2000 começamos profissionalmente, produzindo trilhas para tv e, enfim, em 2010 nasce o Technique e em 2012 o lançamento do primeiro álbum: "Memorizer".

O nome, "Technique", faz alguma alusão ao estilo eletrônico Techno? Como foi esta escolha?
R: Para dizer a verdade, a idéia para o nome da banda veio do quinto álbum de estúdio do New Order de 1989.

A capa do álbum, "Memorizer", nos chama bastante a atenção por ser bem bonita. Como vocês escolheram essa arte?
R: Pesquisamos muitas imagens abstratas, queríamos algo que falasse com o nome do álbum Memorizer , os quadrados, a côr, nos agradou demais .

Muitos grupos lançam logo de início, álbuns com pouquíssimas faixas, os famosos "EP's". Já o álbum de estréia do Technique, conta com 13 faixas e todas muito bem produzidas. Gostaríamos de saber como foi o planejamento e a parte de produção dele?
R: Como já estamos há algum tempo produzindo e compondo, tínhamos muitas melodias, arranjos e trilhas instrumentais...um vasto material que nos ajudou muito.

Qual música vocês consideram "carro-chefe" do Memorizer? Por quê?
R: A gente gosta bastante da "So Cold", que também foi escolhida para a coletânea estrangeira, "We Love Synthpop". Acho que fomos felizes na melodia e nos arranjos, ela ficou com uma sonoridade bem legal.

Já cogitaram lançar alguma música cantada em português ou entendem que isso atrapalharia muito a divulgação no mercado internacional?
R: Já pensamos sim algum tempo atrás, mas não rolou. Não achamos que possa atrapalhar o mercado internacional, antigamente talvez, hoje em dia não .

E por falar em mercado internacional, vocês foram convidados a participarem da coletânea estrangeira lançada este ano, "We Love Synthpop", assim como a banda de Goiânia, Dawnfine. Queríamos saber como foi esse convite e qual a importância disso para o cenário do Synthpop nacional?
R: Foi muito gratificante, ficamos muito felizes em sermos escolhidos entre centenas de bandas de toda parte do mundo. Talvez seja um recomeço para o Synthpop nacional...Um Boom.. !!! Uma porta que se abre... e possamos mostrar que aqui não é apenas o País do Samba e do Carnaval. Acho que tanto para o Technique quanto para o Dawnfine, ainda existe uma caminho a ser percorrido, assim como para outras tantas bandas de Synthpop nacional que estão por aí...Mas acho que é apenas uma questão de tempo...

Observamos que em alguns grupos de synth, mesmo não tendo um grande vocal por de trás, é possível alcançar sucesso relevante, talvez por conseguirem extrair excelentes melodias dos sintetizadores juntamente com boas composições. Na opinião de vocês, o que é mais importante, o vocal ou o feeling nos teclados?
R: Achamos que é uma balança, mas no caso do Synthpop o instrumental fala muito alto !!! Voz como a de David Gaham é muito rara hoje em dia...!!! Rsss..

Atualmente, o Synthpop e a música underground eletrônica no geral, tem um público bem mais específico. Já ouvimos declarações de fãs destes estilos que preferem que continue assim, mais "reservado", para não se tornar algo banalizado. Qual a opinião de vocês a respeito?
R: Concordamos com os Fãs...!!! Muitas bandas mudaram radicalmente seu estilo, fugiram totalmente a sua origem e se banalizaram. Na nossa opinião, "Apoptygma Berzerk" é uma delas.

O público do Technique pode esperar por um novo álbum ou single em breve?
R: Já estamos trabalhando em um novo álbum, inclusive já temos algumas demos.

A palavra é de vocês:
R: Gostaríamos de agradecer pela oportunidade, agradecer também nossos fãs que estão sempre presentes em nossos shows.

 

Contato:

Facebook:
https://www.facebook.com/technique.synthpop?
ref=ts&fref=ts


Site:
http://www.techniquebr.com



Ir a página de entrevistas